Principais pesquisadores e desenvolvedores da Ecologia de Paisagem




TROLL.jpg
Carl Troll (Gabersee, Baviera, 1899-1975) geógrafo alemão, foi o primeiro a usar o termo Landscape ecology três anos depois de que Tansley introduzira o termo Ecossistema. O objetivo de Troll foi vincular duas disciplinas: geografia e ecologia, ligando estruturas espaciais com processos ecológicos.
Georges_Bertrand.jpg
Georges Bertrand (1932 França) introduziu a noção de geosistema na França. O termo denomina sistemas caracterizados pela morfologia, estruturas espaciais verticais (geohorizons) e estruturas espaciais horizontais (geofacies). O autor compara o geosistema com o ecossistema com um conceito análogo: uma abordagem biocêntrica e metabólica do ecossistema.
-Henry_C_Cowles.jpg
Henry Chandler Cowles (Fevereiro 27, 1869 - Setembro 12, 1939 EUA) inseriu os conceitos de heterogeneidade na organização de comunidades, quando estudou as sucessões de plantas ao longo da costa dos Great Lakes. Botânico de profissão e um dos fundadores da Sociedade Ecológica de America (ESA).



Benoît B. Mandelbrot(20 Novembro 1924 – 14 Outubro 2010 Polônia) matemático nascido na Polônia começou o uso da teoria da geometria fractal que reconhecia a heterogeneidade como um fator de organização de sistemas ecológicos, o que permitiu um grande avanço na análise de sistemas complexos, permitindo trabalhar em várias escalas espaciais. Geralmente a teoria é usada para medir objetos complexos, especialmente tamanhos, forma, e perímetro de grupos. Também é útil para medir o grau de irregularidade e fragmentação de um set geométrico.
Benoit_Mandelbrot.jpg

Peter Grassberger (17 maio 1940 Viena, Áustria) matemático e físico de profissão propôs a teoria de percolação, que em associação com a teoria de geometria fractal permitia estudar os fluxos num espaço heterogêneo, as perturbações, e os movimentos de animais na paisagem. As características da percolação limitam fenômenos importantes no limiar no qual a probabilidade de trânsito pode ser nula ou de 100%, a vantagem foi que esse limiar podia ser espacialmente representado. A teoria nasceu da física, do comportamento de difusão dos fluidos através de um meio heterogêneo e sem um padrão fixo. A interpretação correta na paisagem seria que existem “porosidades” de recursos favoráveis agrupados ou não, que permite a movimentação de indivíduos ou populações. Atualmente é diretor do Grupo de Estudos de Sistemas Complexos no Instituto John-von-Neumann Forschungszentrum Julich (Alemanha).
Grassberger-p.jpg

Carole Crumley - trabalha com conflitos inter e intradisciplinares, integrando a ecologia histórica na escala local é global. Atualmente professora na Universidade de North Carolina e a Universidade de Stockholm.
Carole_Crumley1.jpg

WilliamH.Marquardt - Curador em arqueologia do Museu de Historia Natural da Florida é também o diretor do Departamento de Assistência Física em Fort Lauderdale, Florida.
marquardt_william.jpg

Frank Golley (1930-2006, EUA), nasceu em Chicago e foi professor na Universidade de North Carolina, foi diretor da Biologia Ambiental na National Science Foundation. Trabalhou principalmente no Instituto de Ecologia da UGA por varias décadas e foi o fundador e o primeiro editor do Journal of Landscape Ecology. Escreveu mais de 40 livros e mais de 150 artigos sobre ecologia, biologia, ciências sociais e historia.
golley.gif

Wolfgang Haber (13 de setembro 1925 Alemanha) biólogo alemão. Seus interesses são questões básicas de caráter geral e teórico da ecologia, ecologia aplicada no uso da terra, particularmente em conservação da natureza, uso agrícola e na consolidação da terra, desenvolvimento, planejamento e gestão de reservas naturais, legítimos habitats, natureza e parques nacionais, a pesquisa do ecossistema e modelagem; planejamento ecologicamente orientado.
wolfgan_haber.jpg

Zev Naveh, (1919, Amsterdam) Depois de ter se mudado para Israel, começou com o melhoramento de técnicas agrícolas aproveitando os conhecimentos das sociedades passadas. Começou os estudos das terras usadas pelo ser humano e a modificação da paisagem. Trabalhou em situações de restauração ecológica e desenvolvimento sustentável. Parte da pesquisa de Naveh é o uso de plantas resistentes à seca para restauração da paisagem assim como para o controle de alagamentos e erosão.

zev_naveh.jpg

Richard T. T. Forman (10 June 1937, EUA)Atualmente é professor de Ecologia da Paisagem na Universidade de Harvard, os principais interesses são ligar a ciência com os padrões espaciais entrelaçando a natureza e o manejo da terra. É um dos pioneiros na formação da disciplina, o livro Landscape Ecology; Forman and Godron 1986 foi a primeira síntese da ecologia da paisagem moderna e elaborou modelos de fragmento-corredor-matriz para melhorar os padrões de uso da terra.
Richard_formam.jpg

Jianguo (Jingle) Wu, Professor de Ecologia, evolução e ciências ambientais. Entrou na Arizona State University em 2001. É atualmente editor chefe da Landscape Ecology. Trabalha geralmente na ecologia urbana e sustentabilidade.
JJ_Wu.jpg

Paul F.M. Opdam, professor do departamento de Uso da Terra da Wageningen University, Holanda. Usa a teoria das metapopulações na aproximação com a escala espacial, principalmente para aplicar as técnicas e a metodologia nas políticas ambientais. Atualmente dirige um grupo de pesquisadores que estudam estratégias no desenvolvimento sustentável frente à crescente pressão humana e os efeitos da mudança climática
opdam.jpg

Jean Paul Metzger, professor livre-docente do Departamento de Ecologia da Universidade de São Paulo, fez mestrado e doutorado na Universidade Paul Sabatier de Toulouse (França), membro do corpo editorial de três revistas (Biological Conservation, Landscape Ecology e Natureza e Conservação), e assessor de diversas revistas e fundações de apoio à pesquisa. Foi o primeiro presidente da seção brasileira da International Association for Landscape Ecology. Tem experiência na área de Ecologia de Paisagens e Conservação, com ênfase no estudo de paisagens fragmentadas da Mata Atlântica, atuando principalmente com temas relacionados à conectividade biológica.
JP_Metzger.jpg

Dean L. Urban, atualmente é professor de Ecologia da Paisagem nas Ciências Ambientais na Duke University EUA, trabalha na área de ecologia de comunidades em florestas, assim como analises espaciais e multivariados de simulação espacial, também na dinâmica da paisagem em ecossistemas terrestres.
Urban_D.jpg

Monica G. Turner, professora do departamento de zoologia na Universidade de Wisconsin, o escopo da pesquisa de Turner são as causas e conseqüências da heterogeneidade especial nos sistemas ecológicos, a dinâmica de perturbações naturais e o efeito nos ecossistemas, focado em várias espécies animais e em uso da terra.
turner.jpg



Informações de:

Burel, F. e Jacques Baudry. 2003. Landscape Ecology: Concepts, Methods and Applications. Science Publishers. NH, USA.

Farina, A. 2006. Principles and Methods in Landscape Ecology: Towards a Science of the Landscape. Landscape Series, Vol. 3. Springer; 2nd, 414 p.